Mostra de Cinema de Moda no CCBB

Programe-se, amanhã começa a Mostra de Cinema de Moda [3ª edição] no Centro Cultural Banco do Brasil e vai até o final do mês.

A proposta contempla a exibição de 30 filmes, indicados por grandes nomes ligados à moda brasileira, como jornalistas, professores, produtores e criadores – denominados de “curadores” – que justificam em vídeo a razão de sua indicação, incluindo depoimento complementar do crítico de cinema Luciano Ramos. A mostra reúne ainda bate-papos com os curadores e convidados, que ocorrem na sala de exibição dos filmes ao longo da mostra, além de desfile | performance.

A programação completa, você pode ver no Catraca livre, as sessões são, normalmente, 15h30, 17h30 e 19h30 e os ingressos podem ser retirar a partir de uma hora antes de cada sessão. A Mostra é de terça a domingo do dia 18/01 até 30/01, no CCBB à Rua Álvares Penteado, 112, Sé. Maiores informações pelo telefone 11.3113.3651.

Pinacoteca do Estado

A visita ao Parque da Luz é, inevitavelmente, seguida da visita à Pinacoteca do Estado.

No momento, há quatro exposições temporárias em cartaz:

Desenhar no espaço: artistas abstratos da Venezuela e Brasil – Exposição com cerca de 70 peças entre pinturas, esculturas, objetos e desenhos, mostra o processo de passagem, desenvolvido pelo trabalho dos artistas, do plano pictórico para o espaço, na história da arte da Venezuela e do Brasil, entre 1947 e 1987.

Graciela IturbideCom cerca de 80 imagens realizadas entre os anos 1960 até os dias de hoje em diversos países como México, Estados Unidos, Espanha, Índia e Itália. São imagens que retratam a fragilidade das tradições ancestrais e sua difícil subsistência; a interação entre natureza e cultura; a importância do rito no gesto cotidiano e a dimensão simbólica de paisagens e objetos encontrados a esmo ocupam um lugar central em sua trajetória.

Ignacio Aballi – Teoria A obra exibida é composta por nove vitrines; oito que rodeiam o perímetro do espaço, e são compostas por uma estrutura de metal que recebe uma cúpula de vidro onde será serigrafado nas suas quatro faces laterais uma série de textos reunidos pelo artista, que descrevem e apresentam as 8 cores (branco, preto, amarelo, roxo, vermelho, violeta, azul e verde). As cores serão aplicadas por meio de pigmento de cor em plataformas/placas que serão a base das vitrines. A última vitrine ocupará centro do espaço e no interior haverá pó (de cor cinza), em vez de pigmento de cor.

O Lado de Lá – Angola, Congo, Benin –  Cerca de 30 imagens, PB, do fotógrafo Ricardo Teles (Porto Alegre, RS,1936). As imagens foram realizadas entre 2005 e 2010 em diversos locais da África e revelam cenas da vida cotidiana, celebrações que unem arte e religiosidades, retratos de pessoas e de monumentos históricos, como o Portal do Não Retorno, erguido na década de 1990, na República do Benin, em memória dos escravos que partiram em direção ao Brasil.

Todas valem muito a pena, mas a exposição que mais gostei foi a de Graciela Iturbide. Isso sem contar as exposições do prórpio acervo da Pinacoteca.

As fotos são da exposição Destaques do Acervo.